Selo Pequeno Principe

41. 3014-3009

#
#

Medicina regenerativa: o que é e como ela pode conter a evolução de doenças?

27 junho 2022

A medicina regenerativa tem avançado significativamente no tratamento de doenças crônicas. Entenda como funciona e quais terapias podem ser realizadas 

Na medicina tradicional as doenças são tratadas, principalmente, pelo seu sintoma de acordo com os locais afetados no organismo. Remédios são desenvolvidos para o tratamento de patologias específicas, voltados fundamentalmente para o trato sintomático da dor. Por exemplo: uma dor no joelho é tratada, inicialmente, apenas pelo foco do desconforto.

Já a medicina regenerativa atua de uma forma um pouco diferente, possuindo o objetivo de regenerar tecidos e órgãos danificados, indo além do tratamento paliativo da dor e do processo sintomático. 

Nos últimos anos, a medicina regenerativa tem amplificado seus estudos e obtido avanços significativos, principalmente no trato de doenças crônicas e degenerativas. Ela age por meio de terapias de reconstrução celular nos tecidos prejudicados. Entenda mais neste blog sobre o assunto!

Como funciona o tratamento a partir da medicina regenerativa?

A medicina regenerativa tem por base o emprego de células-tronco com um potencial chamado de diferenciação multipotente, característica essa que possui a capacidade de induzir essas células para o tecido vegetal, estimulando assim a sua proliferação e, consequentemente, o reparo dos tecidos degenerados. 

Apesar do tipo do tratamento ainda ser novo, os resultados já são bastante promissores para uma série de doenças crônicas antes tidas como irreversíveis.

Quais as doenças e possibilidades de tratamento?

Doenças que afetam a medula espinhal – onde há uma probabilidade muito grande de perda dos movimentos das pernas, por exemplo -, já são estudadas via medicina regenerativa; assim como doenças que afetam órgãos vitais diversos e que necessitam de transplante, como o coração.  

A terapia celular consiste na utilização de células para regenerar o órgão com a função prejudicada, mas que não necessariamente demanda a completa substituição do órgão. 

Com essa metodologia, no futuro, as projeções são muito positivas, sobretudo na melhora da lista de espera de transplantes e no tratamento das doenças e dores crônicas. Os tipos celulares passíveis de aplicação são variados. Elas podem ser utilizadas tanto células maduras (ou especializadas, com função já definida) ou as progenitoras, que advém do sangue do cordão umbilical do bebê. 

Você sabia que armazenamento de células-tronco é possível?

A Cryogene é pioneira em armazenamento de material biológico, especialmente as células-tronco oriundas do sangue do cordão umbilical e placentário do bebê em Curitiba e no Brasil. 

As células-tronco, tão necessárias para a medicina regenerativa, podem ser armazenadas com a mais alta tecnologia de coleta, transporte e armazenamento, com todo cuidado e qualidade necessários na Cryogene. 

Além de contribuir com a escalabilidade da ciência e da reversão de doenças, o armazenamento aumenta a possibilidade de tratamentos para a sua família. Conheça agora!

Receba nosso newsletter

Cryogene® - Criogenia Biológica Ltda.

Rua Olavo Bilac, 524 - Batel - Curitiba - PR - CEP 80440-040

Fone: (41) 3014-3009

Entre em contato

Fone: (41) 3014-3009 | cryogene@cryogene.com.br

Facebook Explay Web Agency